Edition 65
Estratégias de Optimização de Inventório Perguntas e respostas com Omur Bagci, diretor de serviços globais de ReSolve, uma fi
by Omur Bagci, serviços estratégicos, Resolve

Return to Menu


Como líder de indústria da cadeia de abastecimento inversa, Omur Bagci é um especialista em redução dos riscos e ajuda os produtores e distribuidores a maximizar recompensas dentro da cadeia de abastecimento. Especificamente, ele tem décadas de experiência na forma como as empresas podem otimizar peças reservas de inventãrio para serviços de estoque, produtos devolvidos ou sujeitos a reparações. Nesta entrevista, Omur Bagci vai discutir como a gestão os riscos de inventãrio e o uso de princípios podem reduzir o risco de acúmulo de estoque e otimizar o serviço de gestão de reservas .

RLM: Omur, um número crescente de empresas parecem estar empregando estratégias de relocaçao de bens. Por que a gestao da cadeia de fornecimento é um problema para os fabricantes de tecnologia?

OB: O serviço da cadeia de abastecimento é complexa e muitas vezes confusas. Tipicamente, um OEM não tem recursos apropriados e necessários para dinamizar o processo total. Empresas visionárias estão compreendendo o valor que pode ser capturado por nova ou maior eficiência de ganhos adicionadas aos processos em vigor. Este valor potencial resultará em maior níveis de satisfação do cliente, oportunidades para evitar custos, e aumentar lucros . A ineficiencia da gestão reversa da cadeia de abastecimento estão custando alguns fabricantes de tecnologias milhões de dólares a cada ano. A maioria dos OEMs nao possuem banda larga para desenvolver e executar as melhores práticas para otimizar o processo reverso da cadeia de abastecimento.

RLM: Entendemos que a gestão de serviços de inventãrio de reservas é uma constante luta. Qual é a mais comum armadilha que OEMs encaram diante a gestão da reservas de serviço?

OB: Tradicionalmente, para evitar o enfrentamento de falhas de inventãrio e clientes insatisfeitos, os fabricantes de tecnologias normalmente se encontram errantes ao lado da cautela por manter uma ampla quantitade de inventãrio de reservas para serviços. Infelizmente, esta estratégia muitas vezes deixa as empresas com um inventãrio excessivo e necessário uma vez que o apoio de garantia para uma determinada plataforma deixa de ser exigida. A situação muitas vezes acaba com a necessidade de liquidar inventãrios nao usados, em grande descontos no mercado aberto. Este é um assunto arriscado por muitas razões, sendo a mais óbvia a liquidação de excesso de inventãrio a descontos excessivos, causando a empresa a assumer prejuízos desnecessários a linha de fundos enquanto o inventãrio não foi necessário no primeiro lugar. ReSolve recomenda a adotar um plano personalizado de metodologia de tendência para tratar desta questão.



RLM: Então o primeiro passo é o planejamento de tendência. O que isso implica, e como é que se relaciona reservas de serviço?

OB: Em vez de um sistema de planejamento tradicional que toma longo-prazo de posições de inventãrio, o planejamento de tendência é a prática que concentra em operações que criem valor apenas para o consumidor final. É uma prática que se baseia no fluxo contínuo de princípios e economias de escala. O objetivo deste fluxo é garantir que as partes movidas através da cadeia de abastecimento são movimentadas quando e onde são necessárias. O resultado é a simplificação do serviço da cadeia de abastecimento e maior eficiencia na integração do processo de optimização do inventãrio total da empresa. Em reservas de serviço, a necessidade de cumprir de serviço, inventãrio e requesitos de compra de último-tempo tem inflado os níveis de inventãrios. O planejamento de tendência pode reduzir a pressão de carregar inventãrios excessivos e pode eliminar o risco de requisitos de compras de última hora.

Entre outras coisas, o planejamento de tendência pode prover o ambiente de reservas de serviço com entregas práticas a tempo, visão compenetrada do mercado e técnicas inteligentes de obtenção de componente de inventãrio.

RLM: Quais técnicas inteligentes de obtenção é recomendada para as reservas de serviço?

OB: A obtenção inteligente começa por analisar canais alternativos na cadeia de suprimentos que são muitas vezes negligenciadas. Por exemplo, a cadeia de abastecimento reversa vem recebendo com frequencia materiais plenamente funcionais de volta para suas facilidades, produtos retornados por consumidores e depósitos de serviços de retornos. A nossa experiência tem sido que um percentual significativo de tais materiais ou componentes são encontrados na categoria “defeito não encontrado” (NTF) e estão em boa condição de trabalho. De forma a introduzir um rigoroso processo de análise e testes para o processo de retorno para identificar materiais e componentes que não sejam apenas NTF mas que obedeçam rigorosas especificações do fabricante, os materiais podem ser inteligentemente reintroduzido ao serviço da cadeia de abastecimento e gerar importantes economias de custos.

Parceiro para a cadeia reversa de abastecimento que vai oferecer ao prestador de serviços uma verdadeira estratégia, a metodologia e instrumentos para executar tal programa. Isso permitirá que o prestador de serviços se concentre nas suas áreas específicas de competência própria. E um programa de estratégia de reatribuição de bens irá abordar e ajudar a mitigar os riscos associados com o carregamento excesso de inventãrio.

De modo geral, os principais benefícios realizados são provenientes do dinheiro poupado na redução dos níveis de inventãrio de reservas para serviço, enquanto mantendo níveis de satisfação do cliente, e reduzindo os custos de reciclagem e liberando rendas que já não é necessária para obter novos componentes.

RLM: Agora, para estratégias mais específicas sobre optimização de inventãrio. Quais são as ofertas de uma cadeia de abastecimento especialista?

OB: Inventãrio optimizado é a prática de tomar dados chaves e analizá-los para garantir que a quantidade certa de inventãrio esteja disponível nos seus devidos lugares no momento certo. Isso depende da presença de um sistema de planejamento de tendência eficiente. Medidas é também um fator chave. Medidas frequentes permitem que estes dados chaves sejam constantemente avaliados e ajustados.

Otimizando inventários excedentes através de um parceiro da cadeia de abastecimento para um programa de reatribuição de bens, o peso da responsabilidade do inventãrio é retirado das empresas de tecnologia e transferidos para especialistas reverter a cadeia de abastecimento usando estratégias para gestão do inventãrio.

RLM: Quais serviços específicos terão impacto no lucro final?

OB: Penso que existem três estratégias de optimização que se destacam em particular por seu impacto sobre o lucro final. Em primeiro lugar é identificação do produto – classificação, testes e restauração. Em Segundo é a reconciliação e reportagem, e por último é a satisfação inversa.

RLM: Poderá nos dar um resume de cada um?

OB: Certamente. Identificação de produto contribui para definir a qualidade e restrições dos produtos, que informa as tarefas necessárias para maximizar o valor do produto por meio de testes e renovação de certificados as normas ODM ou OEM . Reconciliação e informação são importantes porque dá aos especialistas a capacidade de conciliar os produtos em qualquer fase do ciclo de vida, graças a relatórios de tempo real. Por último, satisfação inversa traz excessos de inventãrio ou retorno de clientes de volta a cadeia de abastecimento para reservas de serviço.

Na realidade, empregando qualquer uma das estratégias mencionadas. A questão de excesso de inventário irá melhorar. Estas ofertas irão ajudar organizações a reduzir a responsabilidade de inventãrio, maximizar os ganhos e reduzir custos operacionais- tudo enquanto mantendo a satisfação do cliente todos.

RLM: Omur, sabemos que o senhor tinha formalmente a Converge, a qual agora se tornou ReSolve. O que é ReSolve?

OB: Você está certo. Como uma filial de Arrow Electronics, o nome Converge ganhou um novo significado. Arrow expandiu seus serviços da cadeia de suprimentos para acompanhar o crescimento das necessidades de seus clientes, que sob a marca Converge terão acesso ao extenso componentes electronicos e serviços de distribuição que temos fornecido por mais de 30 anos. Com ReSolve, a antiga divisão para fornecer soluções em reversa da Converge tem crescido em um novo segmento focante estritamente em soluções de logística reversa. Sobretudo, a ReSolver oferece gestão de logística reversa para as empresas de todo o mundo induzidas por tecnologia, oferencendo serviço para poupar preocupações de inventãrio, gestão de produtos devolvidos, e a inteligente redisposição de bens.

RLM: Muito obrigado pelo seu tempo!

OB: O prazer é meu!
RLM
Como o líder da equipe de serviços globais da ReSolve, Omur Bagci é responsável por assegurar a implementação, execução e a expansão do serviços estratégicos ReSolve. Ele desenvolve soluções para reservas de serviço e a gestão de produtos devolvidos que reduzem a necessidade de excesso de inventãrio e ajuda as empresas a recuperar o valor de produtos retornados. Omur previamente desenvolveu soluções para o processo reverso da cadeia de abastecimento sob a Converge pelos últimos 12 anos e trabalhou na Alliance Consulting Group. Omur possui diploma em física e experiencia em física computacional. Omur previously developed reverse supply chain solutions under Converge for the past 12 years and has worked at Alliance Consulting Group. Omur holds a degree in physics with a background in computational physics.

Return to Menu